sábado, 2 de outubro de 2010

Anjo da Guarda

Protegei-me em todos os perigos da alma e do corpo. Imprimi profundamente no meu coração o santo temor de Deus, e não permitais que eu seja manchado com nódoa alguma de impureza, para que o meu coração fique sempre puro e casto.

Um comentário:

  1. Oi, Paulino! Muito obrigada pela visita lá no blog.
    Grande beijo

    ResponderExcluir